actividade lúdica

Desde o início da sua criação, 1983, que o IAC procurou defender o artigo 31º da Convenção dos Direitos da Criança - "Direito de Brincar da Criança". Inicialmente criou um Programa denominado “A Actividade Lúdica”, para mais tarde dar-lhe a estrutura e a relevância necessária transformando-o num dos seus Sectores – o Sector da Actividade Lúdica.

 

O Setor

A nossa finalidade

Promover o direito de brincar enquanto fator determinante para o desenvolvimento pessoal e social da criança, consagrado no artigo 31º da Convenção dos Direitos da Criança.

Proporcionar a todas as crianças uma infância feliz, criando melhores condições:

  • de prevenção
  • de desenvolvimento
  • de integração social

Favorecer a existência de condições que permitam a todas as crianças ter vontade de brincar e comunicar:

  • na família
  • no bairro
  • na escola
  • no hospital

Metodologia

São três as opções estratégicas do Sector:

  • Advocacia, dando voz à criança e sua família na defesa do Direito de Brincar (31º art. CDC);
  • Capacitação, consciencializando instituições, profissionais e público em geral para a importância da atividade lúdica no desenvolvimento global da criança;
  • Mediação dos interesses, procurando influenciar as políticas públicas junto dos órgãos de poder e da sociedade em geral, participando em grupos de trabalho e dando apoio técnico à implementação e acompanhamento de espaços lúdicos.

Destinatários

Instituições que privilegiamos nas nossas áreas de intervenção:

  • Associações culturais e recreativas;
  • IPSS;
  • Autarquias;
  • Escolas;
  • Escolas Superiores de Educação;
  • Hospitais;
  • Universidades;
  • Tribunais;
  • CPCJ.
Largo da Memória, 14, 1349-045 LISBOA +351 213 617 880This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.