Como dizia João dos Santos: “A criança precisa de ter espaço para criar tempo. Tempo para Brincar, tempo que seja TODO TEMPO INTEIRO. Para Sentir, Aprender, Pensar…nas coisas sérias da vida… no Brincar.”
A defesa do direito de Brincar tem sido desde a sua criação, há mais de 30 anos, uma bandeira do Instituto de Apoio à Criança através do Sector da Actividade Lúdica. Com a dedicação e trabalho da Dra. Natália Pais que, infelizmente, nos deixou este ano, aprendemos que “Brincar é uma linguagem universal, facilitadora de vivências em comum (...) brincar, na verdade, é uma coisa muito séria.”
Porque para nós Brincar é sério temos procurado favorecer a criação de “espaço[s] para criar tempo” e oportunidades de “tempo para brincar”. Assim, integramos os mais de 40 países que celebram o Dia Mundial do Brincar e temos procurado nos últimos anos sensibilizar toda a sociedade portuguesa em torno deste direito fundamental para todos, mas mais ainda quando somos crianças.
Este ano, para celebrar o Dia Mundial do Brincar lançámos novos desafios para escolas, organizações públicas e privadas, espaços lúdicos e… nem o Palácio de Belém escapou! O nosso grande objetivo será sempre divulgar e promover o Brincar como forma de desenvolvimento global salutar, como forma de ser feliz.
Conseguimos que 49 agrupamentos escolares, de norte a sul do país, comemorassem, durante uma semana, o Direito de Brincar sob o mote “A Brincar também se aprende” e envolvendo não só alunos e professores, mas toda a comunidade educativa. Cada dia foi motivo para brincar e refletir a importância do mesmo na forma como se aprende. Brincaram na escola com jogos de casa e levaram para casa como “tpc” brincar em família, uma atividade que estreita tanto os laços de afeto. Olharam para os livros como objetos lúdicos, onde a brincadeira está sempre eminente, e fizeram do recreio um espaço de paz com jogos cooperativos. Um desses jogos foi proposto por nós para efeitos de um concurso, e com a ajuda preciosa da Science4You, três escolas foram premiadas com kits lúdicos.

dmb2017 escolas

E o que dizer das organizações, públicas ou privadas, que pararam pelo menos 5 minutos para brincar sob o lema “Brincar é produtivo”!? Defendemos que foi a brincar a sério no pátio da escola, na rua do nosso bairro, na nossa casa com os nossos amigos que desenvolvemos competências para hoje, enquanto adultos, sabermos trabalhar em equipa, superar desafios, desenvolver estratégias vencedoras e sermos mais felizes e produtivos. Por isso, porque não continuarmos a desenvolver estas capacidades enquanto adultos no nosso local de trabalho?!
Vários foram também os espaços lúdicos que foram assinalando esta data. Houve, até mesmo, quem desenvolvesse seminários convidando técnicos de várias áreas a aprofundar os seus saberes e a valorizarem o lúdico como estratégia para trabalhar com os mais novos. O Setor da Actividade Lúdica teve o prazer de poder colaborar com alguns desses eventos, como foi o caso em Oliveira de Azeméis no Seminário “Um Brincar, muitos brincares”, da organização do Centro Lúdico de Oliveira de Azeméis, e em Coimbra no Colóquio “Brincar e modos de ser Criança”, organizado pelo IAC Coimbra.
Porém, a grande novidade deste ano foi a realização do Dia Mundial do Brincar nos Jardins do Palácio de Belém, numa ação conjunta entre o IAC e o Museu da Presidência da República.
No dia 28 de maio, das 10h às 17h, mais de 3800 pessoas foram até aos jardins mais emblemáticos do país para brincar.
O Sector da Actividade Lúdica reuniu um total de 37 parceiros, cerca de 220 pessoas, para animarem os Jardins com muitos jogos, brincadeiras, música, livros, atividades artísticas e desportivas e até… massagens de relaxamento para crianças e adultos. Afinal Brincar a sério também cansa!
Agradecemos aqui, e de forma pública, a todos os nossos parceiros: Ludoteca da Galiza; Hospital da Bonecada; Bmind Games; Ideias com História; 1,2,3 Macaquinho do Xinês; Bagazul Associação; Rádio Miúdos; Satori Shiatsu; Gymboree; Jogonamesa; Science4you; Associação Ludus; Chicco; Ludoteca Fundação Marquês de Pombal; My Dynamic; Cenas a Pedal; Amália Rebolo – Instituto Piaget; Bene Farmacêutica, Lda; Fairies & Unicorns; ESELx – Projeto Sabistória e Pós Graduação Marionetas e Formas animadas; Fundação Infantil Ronald McDonald; União de Freguesias Cascais e Estoril; Senseis Maria do Céu Ralha e Ricardo Nunes; Os Malmequeres; Susana Maria da Costa Mendes; Autismo – EPE; Ass. Pais EB1 Armando G. e JI José M. CTL; Associação Movimento Educação Livre; A viagem de Peludim - Sara Rodi e Vânia Beliz; MEO; Ludoteca Mariana Viegas - ESE de Santarém; e aos colegas do IAC - Projecto Rua e IAC – CEDI.
O nível de satisfação dos parceiros com esta iniciativa foi extremamente elevado, verificando-se uma avaliação global de 4,8 valores (numa escala de 1 a 5), sendo que todos mencionam querer participar em futuras edições. A valorização do Brincar e o facto do evento ser organizado pelo IAC e pelo Museu da Presidência foram as principais motivações de participação dos parceiros. Destacaram, ainda, como pontos positivos a “organização e apoio logístico”, a “diversidade de atividades propostas” e o “local do evento” e, como ponto a melhorar, a divulgação do evento.
Para nós foi profundamente gratificante perceber, no dia e nos testemunhos deixados na página de Facebook do Dia Mundial do Brincar, que bebés, crianças, adolescentes, pais, avós, e até mesmo adultos que ali foram sem crianças, tiveram momentos de grande satisfação e partilha.
Quando analisamos o que foi o Dia Mundial do Brincar – 2017 em Portugal, acreditamos ter cumprido com o grande propósito deste dia, o mesmo que foi idealizado por Freda Kim – “Um dia relaxante, que enfatiza as relações interpessoais.”
Talvez por isso, o IAC, representante de Portugal na Associação Internacional de Ludotecas (ITLA), tenha sido convidado para ser o Coordenador Mundial do Dia Mundial do Brincar nessa Associação, ficando assim com a imensa responsabilidade de levar o Direito de Brincar a outras fronteiras e, quem sabe, com a ajuda de todos os que trabalham na área da atividade lúdica em Portugal, conseguindo o seu reconhecimento como dia oficial pela Organização das Nações Unidas (ONU).

dmb2017 palacio

Ler 2148 vezes
Avenida da República, n.º 21 – 1050-185 LISBOA +351 213 617 880Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.