Projeto: Escolas Alfaiate

Descrição

N / A

Área de Intervenção

Educação e Social

Público-Alvo

Crianças a frequentarem o ensino básico.

Finalidade

Promoção de condições psicológicas, sociais e pedagógicas necessárias ao desenvolvimento da criança, em benefício de uma educação adaptada a cada aluno e que vise a equidade, igualdade de oportunidades e inclusão social, em escolas do 1º Ciclo. Pretende-se “uma Escola à medida de todos e de cada um”, que possibilite identificar e prevenir dificuldades e que permita que todos os alunos cresçam enquanto seres humanos, sentindo-se integrados e onde encontrem respostas para  a sua  diversidade e idiossincrasias. “A Escola Alfaiate é uma escola que não fica para trás, é uma escola com futuro”.

Objetivos Gerais

  • Aumentar a motivação e o bem-estar e promover o desempenho/sucesso escolar das crianças
  • Prevenir situações de risco e/ou perigo
  • Estabelecer planos de intervenção
  • Sensibilizar a comunidade educativa, a orientar e integrar nos currículos escolares outras aprendizagens úteis no dia-a-dia
  • Criar uma relação empática com as crianças
  • Estimular a curiosidade através da promoção de outras formas de ensino

Objetivos Específicos

  • Preparar os alunos para reflectir e resolver problemas da vida real, incentivando-os à descoberta e à criatividade e não apenas para as avaliações e temáticas curriculares
  • Elucidar e reforçar que todas as disciplinas são de igual importância, valorizando os alunos nas áreas em que são efectivamente bons e/ou onde sentem ter mais competências, estimando-os e promovendo o seu desenvolvimento
  • Ensinar e incentivar os alunos a pensarem e a adquirirem conhecimentos por conta própria, empoderando-os e promovendo o pensamento crítico. Permitir às crianças a oportunidade para serem elas mesmas, com as suas competências e interesses pessoais, tendo em conta estas variáveis aquando da transmissão de conhecimentos e na hora da avaliação, que se pretendem adaptadas e efectivamente individualizadas. Não eliminar a identidade dos estudantes, tratando-os como seres únicos
  • Apoiar, incentivar e dar liberdade aos professores para aplicarem aos seus alunos os métodos de ensino que lhes pareçam mais adequados a cada criança, criando níveis e tarefas diferentes, na mesma sala de aula/turma; Aumentar serenamente a participação dos alunos, sem ter por base a pressão para a avaliação
  • Incentivar os alunos a determinarem as suas metas, com apoio e orientação; Trabalhar as dinâmicas de sala de aula, de forma a promover a autonomia do aluno enquanto pessoa
  • Garantir que todos os alunos são respeitados nos seus direitos e que não são ofendidos com palavras ou violência, provenientes de professores, colegas ou funcionários
  • Promover o envolvimento e participação activa dos pais/tutores/encarregados de educação no sucesso escolar da criança; Considerar que o avanço é, sem dúvida, o principal motor de transformação, porém não o único

Metodologia

Observação e intervenção em contexto escolar (sala de aula)

Âmbito (Nacional ou Internacional)

Nacional

Identificação de Parcerias Externas

N / A

Articulação entre serviços intervenientes e áreas transversais

N /A

Período de Execução

2017-2020

Principais Resultados

  • Procura desenvolver ações que contribuam para a intervenção social educativa, que respondam às necessidades da comunidade escolar, agindo em benefício de uma educação/aprendizagem à medida de cada aluno, garantindo a equidade, a igualdade de oportunidades e a inclusão social nalgumas escolas básicas do Município de Lisboa.
  • Diminuir as problemáticas em contexto escolar (isolamento, comportamentos aditivos, delinquentes e autolesivos, situações de desinteresse, absentismo e de abandono escolar).
  • Dinamizar redes interinstitucionais para estimular as relações da criança com a escola, a família, as instituições e a comunidade em geral.